21 outubro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 90

Sebastião: - Francisco logo aparece no Terreiro do Paço, nós vamos para lá agora... Até já
Pedro: - Quantas Pessoas estão aqui?!
Frederico: - Se fosse o Benfica a Jogar ou o Tema Migrantes... Começo a dar razão ao Francisco

"Once upon a time..." - Episódio 89

Francisco deita-se no sofá ao fim de um dia de trabalho e pensa no que um gajo lhe disse um destes dias...
"Por este caminho que levas, ninguém quer-te como opção..."
O que é uma pena, porque até que és simpático e giro...
Francisco: - Uhmmm E, tu queres ser a minha opção?
Gajo: - Curtia, mas tenho namorado, mas posso visitar-te com mais frequência se for grátis...

Francisco pensa para si deitado no sofá: "Quando a vida te fechar uma porta. Torna a abri-la... É isso mesmo. É uma porta, e é para isso que elas servem LOLOLOLOLOLOLOL
É como os gajos, eles voltam sempre. É tudo uma questão de tempo e de oportunidade...
Francisco já conhecera dezenas de gajos que se armam em a última bolacha do pacote. Atravessam a estrada, nem os pedreiros olham para eles lololololol
Francisco também pensa naqueles que opinam na sua vida e até dizem que ele publica muita coisa nas redes sociais... O espaço é dele e ele publica o que quiser, há hora que ele quiser... Não gosta, tem a cruz em cima do lado direito...
Francisco em vez de dar muita conversa aos gajos. Ele prefere que eles lhe chamem o video game, que lhe peguem no controle, que ele diverte-os até darem o game over
A Amadora continua a ser muito longe, até para quem vive na Damaia ou Reboleira lolololol
Francisco, não se preocupa muito com o que as pessoas pensam dele. Ele em vez de andar com conversas, limita-se a limpar a casa e a lavar a loiça.
Os Cães ladram e a caravana passa...

20 outubro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 88

Frederico, Pedro, Sebastião e André encontram-se na Matinha de Queluz. Todos eles não entendem porque as visitas de Alexandre estão proibidas, o que deverá ter acontecido é a questão que todos eles colocam. Todos tentaram ligar para o Bruno, este não atende e envia mensagens a dizer que está com dores de cabeça, quando ligam para o telemóvel do Rogério, a mensagem que ouvem é: "O número para o qual ligou, neste momento encontra-se desligado, tente mais tarde..."

André: - Eu acredito que o Francisco é que vai ajudar na recuperação de Alexandre...

Sebastião: - Não digas disparates, o Alexandre ficou puto da vida, quando o Miguel disse-lhe que o Francisco cobrava para foder...

Frederico: - Sério!! O Francisco cobra?! Eu jamais pagaria para ter sexo com alguém...

Pedro: - As bichas são todas umas invejosas, também não acredito que alguém pague para levar o Francisco para a cama. O gajo já é velho, ainda se fosse um puto de 25 anos, com um corpo todo definido... Ainda pensava no assunto. Mas, jamais eu pagar para ter sexo...

Sebastião: - Eu também não acredito que ele cobre. Acho que é uma peta que ele prega aos gajos com quem já não quer foder mais...

André: - Eu gosto muito do Francisco, mas acho que o Miguel não inventaria uma coisa dessas...

Frederico: - As bichas são fodidas, todas elas tem uma língua de trapos... Como é que o Miguel sabe que o Francisco cobra?! Ele pagou-lhe ou tem sociedade das fodas?!

André: - Eu jamais andaria com alguém que eu soubesse que tinha sido puta...

Sebastião: - Putas somos todas nós, umas honestas, outras nem por isso. Quem sou eu para dizer alguma coisa. O Francisco é maior de idade. Se ele cobra, deve ser para quebrar alguma coisa no meio da foda. As putas não beijam por exemplo.

Pedro: - Se ele um dia me pedisse dinheiro, até que lhe pagaria. Nós não fodemos porque somos amigos. Mas, já ouvi dizer que ele é muito bom na cama. Sempre sai mais barato pagar a um gajo para ir lá a casa, do que vir para aqui com este frio e chuva e gastar gasóleo. Era chegar, fazer e bazar... Trigo limpo, farinha amparo lololololololol

"Once upon a time..." - Episódio 87

A mãe de Alexandre visita-o ao hospital, estando ele a dormir. Tivera uma noite agitada, e tivera que ser sedado. A enfermeira avisara a mãe que não poderia tocar no seu filho, mas mãe é que é mãe, acha que está sempre tudo bem...E, que podem tudo...
Assim que lhe toca para aconchegar o cobertor, Alexandre começa a gritar, a mexer-se como se tentasse fugir.. Mijara na cama com tanta adrenalina. A equipa médica chegou e Alexandre teve que ser preso à cama e ter levado uma sedagem maior... A mãe foi aconselhada a sair, com alguma resistência. Hora mais tarde, todas as visitas tinham sido canceladas até Alexandre estar recuperado...

"Once upon a time..." - Episódio 86 - Kate Ryan "Je T'adore"

Rogério ia recostado no banco do avião olhando a paisagem. Tinha mandado tudo para trás das costas e ido atrás da sua felicidade. Rogério tinha conhecido Pierre na sua cama, um dia que chegara a casa cansado. Bruno todos os dias tinha um gajo diferente em casa para brincar a dois ou a três, mediante a hora que Rogério chegasse a casa. Naquele dia, Bruno convidara Pierre e quando Rogério chegou a casa e se junto aos dois, que tesão. Rogério nunca tinha sentido nada assim, com nenhum gajo. Rogério quebrara o trato com Bruno, em não trocar números de telefone. Era chegar, fazer e bazar. Naquela noite não, quando Bruno fora tomar banho, Rogério e Pierre envolveram-se uma vez mais e trocaram de contacto...
Encontraram-se todos os dias, durante duas semanas seguidas... Aquilo era paixão. Pierre trabalha numa multinacional Belga e convidou Rogério a ir viver com ele para a Bélgica. Viveria lá em casa, partilhariam as despesas quando Rogério começasse a trabalhar... Rogério acreditou e foi...
Rogério acreditara que poderia ter uma vida melhor na Bélgica e assim poder ajudar a sua irmã com os estudos que vivia com a avó. Rogério perdera os pais muito cedo. O pai morrera de uma cirrose devido ao álcool e a mãe atirara-se da janela de um quinto andar...
Rogério combinara com Pierre que trabalhava em Etterbeek e que vivia em Leopoldsburg a 80 km de Bruxelas, ir busca-lo...
Rogério sai do aeroporto com apenas um saco de roupa e vê ao fundo um loiro de olhos azuis a acenar para ele... Era Pierre...

19 outubro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 85

Bruno aparece à hora combinada para almoçar com a sua prima Cátia. Que lhe fez um ultimato ao telefone para falar do Pai e do Francisco. Cátia nem se apercebe do desgosto recente do primo, e, este também não faz qualquer esforço para lhe contar. Já conhece há muitos anos a sua prima e sabe como ela é... É gaja e tem a mania que sabe tudo...
Cátia: - Primo, diz-me se sabes se o meu pai anda a encontrar-se com o Francisco. Não me escondas nada...

Bruno: - Porque haveria o Francisco de andar atrás do teu Pai?! Eles foram amigos no passado, deixa-os irem um ter com o outro se for assim a vontade de cada um...

Cátia: - Não acredito que me estás a dizer-me isso. Foda-se primo. Quase que aposto que foste que ligaste ontem ao Pai para ele ir encontrar-se com o Francisco e chegar tarde a casa...

Bruno: - A que horas chegou o tio, melhor o teu pai a casa ontem à noite

Cátia: - És um mete nojo, por isso é que o Francisco saiu mais cedo. Ele nunca sai às 20h. Bem me pareceu que havia unha tua. Como foste capaz, de fazer isso a mim e à tua tia/Madrinha... Não tens sentimentos?!

Bruno: - Não te tinha em conta, o quanto és otária... O Francisco ontem saiu mais cedo do trabalho para ir visitar uma das suas maiores paixões ao hospital. Queres ver as fotos?!

Bruno pega no telemóvel e mostra as fotos de todos, incluindo a chegada do Francisco sozinho. Cátia repara nos pulsos de Alexandre enquanto abraça Francisco.

Bruno: - Vês o teu pai por acaso?! Uma longa historia que terás de perguntar ao Francisco. Mas, uma vez que tu estás assim com o Francisco. Ele foi o melhor amigo que o teu pai alguma vez encontrou na vida, tirando a minha pessoa que não conta... Questiona a tua mãe porque o odeia tanto e pergunta-lhe porque o teu avô paterno a odiava.

Cátia: - Que me estás a dizer?!

Bruno: - Não desenterres o passado. Não vás com essa azia toda para cima dele.

Bruno abre as mensagens do telemóvel e mostra a mensagem de agradecimento pela boleia meia noite e vinte.

Bruno: - Não abras a caixa de pandora do teu pai. Deixa-o ser feliz enquanto puder...

"Once upon a time..." - Episódio 84

A hora da visita tinha acabado, quando todos saíram fechara os olhos e sentira ainda o cheiro do Francisco quando este o tinha abraçado...
Fechou os olhos e adormeceu...

Francisco despedira-se com um forte abraço e com a promessa de voltar no dia seguinte...
Os pais e a irmã de Alexandre vão em silêncio no carro...
Irmã: - Que abraço que o mano deu ao Francisco!!!!
Mãe: - Verdade!! (começa a escorrer lágrimas de rancor, porque sabia ou pensava que tinha sido a causadora da separação do filho com Francisco).

O pai é um homem sábio, os cabelos grisalhos já o tinham ensinado a estar calado. Quando não pode fazer nada. Alguém maltratara o seu filho e sentia-se impotente com tudo. No fundo ficara contente em saber que o filho, estava rodeado de bons amigos. Isso é o que importava neste momento.
Sentia-se como Nossa Senhora ao ver o Jesus a ir para a Cruz e não poder fazer nada...

André a caminho de casa com Miguel, comenta: Reparaste no quanto o Alexandre está magro?
Miguel: - Bastante e os pulsos? Jasus...
André: - Adorava que o Francisco e o Alexandre fizessem as pazes...
Miguel: - Seria interessante... Mas tenho algumas dúvidas...
André: - Tens de acreditar no amor...

Frederico e Pedro vão a casa de um casal amigo, onde decorre uma festa animada...
Sebastião e Rui vão até à mata de Queluz...
Bruno em casa chora baba e ranho...

18 outubro 2017

O País dos "Cornos Mansos" - Eles perdem tudo e ficam em casa à espera que chova

Sabem o que se discutia na AR pelo BE, PCP e PS no dia em que Portugal ardia?!
Não exijam Responsabilidades e voltar a VOTAR na Esquerda Unida... Não Esquecer...
A Cathy condenava os incêndios em 2015, dois anos depois.... Pede que chova 
Ahahahahahahhahahahahahahahahahahahahah

Já todos sabemos que existe uma Industria de Incêndios, parece que alguém descobriu a pólvora... Certo???
Quais são as medidas a tomar?
Esperar que chova 3 dias sem parar...


Quantos falam mal da Igreja Católica e pediram a Deus Chuva?! Hein

Não ouvi ninguém a rezar a Alá....

Quantos hipócritas eu ouvi nestes dias?! Pedia um euro por cada vez que ouvisse...

De facto os humanos ainda tem muito para aprender com os animais...
O Povo foi ouvido, já temos um cabrita no Des(Governo)

"Once upon a time..." - Episódio 83

Francisco cruza-se com Cátia na hora de almoço e trocam um bom dia seco. Cátia pensa que Francisco pode ser a causa de divórcio lá em casa. Desde que o Pai e Francisco se cruzaram, não tem havido um dia de Paz lá em Casa. Francisco senta-se numa mesa a ouvir as notícias, onde todos estão contentes com a demissão da Ministra. Cátia aproveita a ocasião e senta-se na mesa de Francisco.
Cátia: - Esta mulher já vai tarde...

Francisco não emite a sua opinião, limita-se a ouvir e acenar com a cabeça...
Depressa ele recorda-se do ano em que Leonor Beleza demitiu-se por causa do sangue com HIV e Hepatite C. Ela como ministra tem o dever de ir ver as análises quando estas foram aldrabadas de propósito?! Este ano, não é a Saúde, são os fogos. No final do dia, joga o Benfica, amanhã o povo já nem se lembra...

Em Espanha morrem 4 pessoas e o Povo sai à rua. Em portugal morrem centenas e depressa passa a ter 9 milhões de Especialistas e Coordenadores...
O Gajo que sabia e percebia da coisa, morreu sem ser ouvido... 
Continuamos a conversar?!

"Once upon a time..." - Episódio 82 Demis Roussos "Rain and Tears"

Quando Bruno chega a casa, abre a porta. Chama por Rogério. Acha estranho o silêncio, vai ao quarto e este está vazio. Quando entra na sala, acende a luz e repara nas chaves, multibanco e no papel...
Pega no papel e vai até à varanda, o seu mundo tinha desabado... A chuva misturou-se com as lágrimas...

"Once upon a time..." - Episódio 81

Rogério despede-se de todos, com um Até Já. Vai a casa buscar as coisas dele, vai ao multibanco e levanta 400 euros da conta em conjunto. Não é possível levantar mais. Volta a casa, deixa as chaves e o multibanco em cima da mesa da sala com um papel, onde se pode ler: - Não esperes por mim, para jantar... Podes convidar um outro macho alfa e ceder-lhe a minha parte da cama... Verdade!! Não vale a pena procurares por mim, porque irei estar com a última pessoa que possas imaginar lolololololol

Dentro do avião, Rogério suspira de alívio por ter mandado tudo às urtigas em Portugal

17 outubro 2017

"Once upon a time..." - Episódio 80

Frederico: - A mãe de Rui Pedro continua a lutar. olha aqui no facebook

A MÃE DO RUI PEDRO NÃO DESISTE
- impossível não reencaminhar

POR FAVOR ESPERO DA TUA PARTE O REENCAMINHAMENTO-MANDEM PARA O ESTRANGEIRO... RUI PEDRO NAO DEIXES MORRER A TUA MÃE. SE VIRES ESTA MENSAGEM A TUA MÃE SOFRE TERRIVELMENTE NÃO TE ESQUECE... POR FAVOR CONTACTA-A . OBRIGADA A TODOS QUE REENCAMINHAREM. ESTA ...MÃE NÃO DESISTE QUE GRANDE MÃE... RUI PEDRO Esta mensagem é um dos métodos a que a mãe do Rui Pedro tem recorrido para que a ajudem a encontrar o filho, já que as autoridades Portuguesas têm deixado arrastar este caso há já nove anos. O mínimo que podemos fazer é reenviar esta mensagem para os nossos contactos na esperança de que um dia ela venha a dar os seus frutos. Por favor divulguem esta mensagem junto dos vossos contactos nacionais e internacionais

"Once upon a time..." - Episódio 79

Pedro: - Já que vocês são todos tão bons para as cores?

Frederico: - Parece-me Cinzento

Rui: - Rosa

Sebastião: - Cor de burro quando foge ahahahahahahahahahahahahhahaha

Obrigado PAN

Fico muito contente em saber que o PAN considera os animais todos iguais e todos com as mesmas oportunidades...


O que seria de nós, sem vocês?!... Seríamos pessoas muito mais pobres sem nada, seguramente...

"Once upon a time..." - Episódio 78

Hora da visita de Alexandre, os familiares mais próximos estão todos lá. Fora proibido a todos falar do passado. Apenas perguntar que objectivos Alexandre tem pela frente. Nada de passados, nem o que aconteceu ou o seu porquê.
Frederico e Pedro foram os primeiros amigos a chegar, seguidos de Bruno e Rogério, Sebastião apareceu com Rui, André com Miguel...
Alexandre ria imenso com Frederico e Pedro, eles eram a animação em pessoas. Super divertidos e bem dispostos. Impossível não rir com eles, quando os dois começavam a falar e a fazer bichisses, ninguém aguentava a barriga de tanto rir...
Francisco veio à baila nos velhos tempos de saídas e Alexandre perguntou: - O Francisco não aparece?
Silêncio total naquele quarto... Alexandre refere: - Gostava que ele estivesse aqui... Alguém lhe pode ligar a perguntar se ele pode e quer aparecer?
Mãe de Alexandre: - Pode e Quer? Que queres dizer com isso?
Alexandre: - Ele pode poder e não querer. Ou Pode não poder e querer...
Pai: - Grande confusão. Já baralhaste o pai... Devo estar loiro hoje
Todos começam a rir, porque o senhor tem o cabelo todo grisalho
Alexandre: - Miguel sei que és um grande amigo do Francisco. Liga-lhe e pergunta-lhe se ele pode e quer aparecer? Eu gostava que ele aqui estivesse. Seria bom para mim, que pudéssemos "enterrar os machados de guerra"
Miguel: - Deixa ver se ele atende (e ia a sair do quarto)...
Alexandre: - Não saias, se ele não puder, deixa-lhe dizer-lhe um olá
Miguel: - Olá Francisco, tudo bem? Estamos todos aqui no hospital com o Alexandre e ele pergunta se podes e queres aparecer (frisa estes dois termos a olhar para Alexandre). Não podes!! Que pena!! Ainda estás a trabalhar?
Alexandre: - Deixa-me falar com ele, por favor
Miguel passou o telemóvel ao Alexandre...
Alexandre: - Creio que te devo um obrigado pela tua amizade e que um dia possas perdoar-me... Alexandre ouve com atenção e sente um enorme alivio e diz: - És um gozão de primeira. Como alguém te pode levar a sério?! Tu gozas com tudo e SIM eu pago o jantar esta noite, comes é comida de hospital lolololol Trazes hambúrgueres!!!?? Cabrão...
Alexandre olhando e perguntando à enfermeira de serviço: - Os meus pais e amigos podem jantar aqui comigo esta noite? Pleaseeeeeeeee
Rogério: - Desculpa amigo, eu não vou poder. o Frederico e o Pedro depois levam o Bruno a Casa...
Alexandre: - Eu entendo que tu e o Francisco ainda tenham muito para conversar... Espero por ti amanhã. Conto contigo...
Rogério: - Claro que sim, deu-lhe um grande abraço como se fosse a última vez que o fosse ver (mentira com os dentes todos)... Rogério amanhã estará a centenas de quilómetros seguramente, mas isso são contas de outro rosário...
Pai: - Conta-nos que conversa tão agradável que foi essa com o teu amigo Francisco

16 outubro 2017

Está partilhado e assim já fiz a minha parte

Já fiz a minha parte. Está partilhado e digo: - Coitadinhos...
Se fossem migrantes, nem eu teria dedos para contar o números de manifestações e filas de carros para os ir ajudar...
Agora são tugas?! Publico umas fotos, oiço o povo na televisão a gritar que o fogo está a chegar, mas que não pegam num balde de água...
Tanto desespero, mas é muito mais bonito mostrar a aflição na TV e no facebook...
Eu em Lisboa preocupado com os que ficaram sem nada, vou mais é jantar fora com o meu Tobias. Não é um gajo todo bom, é mesmo um cão ou gato que encontrei na rua... Sim! Porque eu ajudo mais depressa um animal do que uma pessoa...
Por isso olhem a quantidade de vacas, porcos, galinhas, perus, ovelhas, cabras, coelhos, etc etc que não devem ter morrido hoje...

Não há vinho?! Agora que eu vinha comemorar com o meu Tobias a sua primeira vez num restaurante. Sim, foi uma decisão Mega Importante tomada na Assembleia da República...




Engraçado que enquanto Passos Coelho esteve no Poder, nunca tanta gente tinha morrido ou perdido tudo... São factos...

"Once upon a time..." - Episódio 77 Luís Represas & Simone - "Desencontro"

As ligaduras são tiradas, Alexandre vai beber pela primeira vez um chá com umas bolachinhas depois de tanto tempo a soro.
Ele é deixado sozinho nos seus pensamentos e recorda-se de dois momentos em que se tivesse ouvido o seu coração bem no fundo, teria falado a Francisco. Uma delas foi antes de ter tomado a decisão de ir visitar o outro à prisão.. Se tivesse corrido e chamado por Francisco. O outro momento foi no dia em que foi falar com a assistente social, se tivesse saído do carro e corrido atrás de Francisco quando este entrara na estação de Metro no Saldanha. Ele teria o ouvido e ajudado, como sempre o fez...
Alexandre tivera a confirmação quando perguntou ao médico se conhecia o Francisco e este o confirmou...
Alexandre encosta-se para trás e adormece na esperança que Francisco esteja na hora das visitas das 15h. Sorri e adormece

"Once upon a time..." - Episódio 76 Tony Carreira "Eras Tu"

Alexandre aos poucos foi-se percebendo que a química estava a terminar, que tinha feito uma péssima escolha. Agora como dizer que estava farto?!
Agora chegava a casa, e tinha a casa toda desarrumada, a loiça suja toda espalhada pela casa, o cheiro a urina que vinha da casa de banho, que o daddy nem se dava ao trabalho de puxar o autoclismo. Alexandre, passou-se da cabeça e levantou a voz, segundos depois sentiu um estalo que o fez cair ao chão. Foi o começo do descalabro. Começara a ser controlado com as horas que saía e as horas que chegava. Foi obrigado a desistir do ginásio e assim como os almoços de família. Estava sempre indisponível e quando lhe apareciam à porta, havia um silêncio em casa, como se não houve ninguém. Uma vez, a policia foi bater-lhe a porta, e ele foi obrigado a dizer que estava tudo bem... Tinha uma faca dentro do anus. Uma palavra errada, seria cortado. O Outro seria preso, quando já estava preso.
Um dia chegou a casa e levou um pontapé no cu que fez o corredor todo pelo o chão e só ouviu: - Então foste fazer queixinhas à assistente social?! Sabes que ela veio cá dar-me a cona?! Ela é tão puta quanto tu... Só que tu és a minha puta preferida...
As noites eram passadas em claro, porque o o daddy enfiava o bacamarte em Alexandre no cu, e obrigava-o a ficar em conchinha com ele entalado dentro dele... O daddy esporrava-se e mijava-se todo dentro dele e não o deixava sair. Obrigava-o a ficar quieto tipo estátua. O Desconforto era tal, que Alexandre chorava sozinho. Quando o daddy percebia que ele estava a chorar obrigava-o a fazer garganta funda.. Até se vomitar todo na cama e dormiam os dois sobre o vomitado. Alexandre começara a faltar ao emprego, passou a pagar as compras de casa para a ex-mulher e filhos. No dia em que os filhos vinham a casa, Alexandre era fechado dentro de um roupeiro. Até ao dia que Alexandre conhecera as suas três melhores amigas, designação bonita dada pelo daddy...
Umas correntes para ficar sempre atado à cama ou a uma cadeira, algemas para ter sempre as mãos atrás das costas e uma máscara para ter sempre os olhos vendados. Assim, nunca saberia quando poderia levar uma chapada, um murro na tromba ou simplesmente ser virado para ser violado...
Alexandre já tinha perdido a noção das horas, dos dias, das semanas, comia quando o daddy se lembrava de o alimentar... Dizer que tinha fome, era motivo para levar pontapés... Ele dentro do roupeiro, ouvia os filhos e várias pessoas a fazer uma festa lá em casa, com comes e bebes. Tudo pago com o dinheiro poupado por Alexandre. Alexandre dera acesso aos códigos de multibanco e das contas todas que tinha...
Alexandre tentara sufocar-se com a própria saliva, mas a vida não queria ir embora tão cedo...
À noite, quando o daddy ia o buscar para fazer conchinha, dizia que ele se tinha portado mal e que tinha que ser castigado. Mas, que o amava muito e que o queria fazer muito feliz. Uma noite, A ex-mulher passou a ser visita constante e Alexandre uma noite, adormecera na cadeira da sala depois de ter levado uns valentes sopapos da mulher e do daddy por dizer que não tinha mais contas... Até que a campainha tocou e alguém gritava para abrirem a porta. Alexandre não sabia se sonhava ou se eram delírios de tanta porrada que levou anteriormente...
Alexandre quase que sufocava quando lhe tiravam o capuz, a falta de ar era escassa que ele sentiu uma sensação de voltar a viver... Mal conseguia abrir os olhos mais parecia-lhe a voz de Miguel... Não se recorda de nada e de repente...
Sente uma mão a tocar-lhe no braço e todo ele estremece quando ouve através das ligaduras:
- Sei que é a mãe, mas não lhe toque sem ele acordar primeiro...
Mãe: - Desculpe doutor Hugo, foi mais forte que eu
Alexandre fica mais calmo, sabe que está nas mãos do melhor "amigo" de Francisco...


Alexandre tenta falar, mas sente que tem um tubo na garganta.... Alexandre não se mexa e durma tranquilo. Agora está tudo bem. Sente uma mão quente a passar-lhe na testa e adormerceu.

15 outubro 2017

Obrigado PAN

Portugal aos RISOS e GARGALHADAS AHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHA

Brevemente em qualquer rua deste país... Que palhaçada